quinta-feira, 23 de março de 2017

Consultor de negócios da RGE Sul fala de um novo canal de comunicação

D
iscutir as demandas da população em relação ao serviço prestado pela concessionária e falar sobre o web site - uma linha direta entre a empresa e órgãos públicos - foi o tema de reunião entre o consultor de negócios da RGE Sul Gederson Donaduzzi e do presidente da Câmara Ricardo Rosso, na manhã de quinta-feira, dia 23.
De acordo com Donaduzzi a empresa se reorganizou para conseguir melhorar o relacionamento com os clientes e dar respostas aos consumidores.
Entre os assuntos tratados a liberação da luz para o frigorífico que está se instalando na cidade, cobrança de tarifa urbana para moradores da área rural, extensão de rede e conserto de calçadas onde ocorre troca de postes.
“Quanto a luz para esta empresa, estamos aguardando a apresentação de um projeto técnico. Assim que recebermos o documento vamos agilizar o processo. Já a cobrança da tarifa urbana no interior, o fato de morar na zona rural não significa que o consumidor tenha direito ao subsídio de tarifa rural. É preciso apresentar o talão de produtor e estar ativo na Secretaria da Fazenda”, explica o consultor.
Neste caso, se o usuário estiver habilitado conseguirá fazer a alteração. Sobre as calçadas, Donaduzzi explica que a responsabilidade é da concessionária.
O presidente da Câmara esclareceu algumas dúvidas com o consultor, que na verdade são questionamentos da comunidade.
“Nem sempre conseguimos resolver as situações que chegam até nós, mas precisamos orientar as pessoas e informá-las sobre como devem proceder”, avalia Rosso.

Vereadores participam da reunião do Conselho Municipal de Saúde

Na tarde desta quarta-feira, dia 22, o Presidente da Câmara, Ricardo Rosso, e os vereadores Alex Vargas e Márcia Gervásio participaram da reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde, ocorrida nas dependências do Hospital de Caridade Dr. Victor Lang.
Na pauta da reunião estava a prestação de contas do Hospital relativo aos recursos que recebe do Governo do Estado, no qual foi apresentado pela Administradora da entidade, Maria Helena Amado. A Prestação de Contas foi aprovada pelos Conselheiros por unanimidade.
Na sequencia, a Presidente do CMS, Solange Tavares, colocou em votação a prestação de contas da Secretaria de Saúde, no último quadrimestre de 2016, no qual também foi aprovada.

O Conselho realiza as suas reuniões ordinárias uma vez por mês, sempre na segunda quarta-feira do mês vigente.

CBF faz matéria exclusiva com o novo Preparador Físico auxiliar da Seleção

Confira a entrevista exclusiva com o novo Preparador Físico auxiliar da Seleção Brasileira, o caçapavano Rogério Dias, coquinha. A reportagem é da Confederação Brasileira de Futebol, CBF.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Reunião entre Deputado e Vereador define emenda de R$ 100 mil para saúde

O Vereador Zilmar Araújo (Mano), esteve nesta semana em Porto Alegre para uma reunião com o Deputado Federal Afonso Hamm (PP-RS), no qual definiram o cadastro de uma emenda ao orçamento da União no valor de R$ 100 mil, para ser utilizado na compra de equipamentos da saúde municipal.

Segundo o vereador, a emenda já foi cadastrada pela Secretaria de Planejamento e a saúde deve fazer o levantamento das principais necessidades em equipamentos para utilizar esta emenda. O vereador trouxe de Porto Alegre o ofício com a numeração da emenda e o protocolo do processo.

Comissão de Educação debate sobre transporte escolar durante a sessão

O Presidente da Comissão de Educação da Câmara, Vereador Marquinho Vivian, usou seu espaço na tribuna da Câmara nesta terça-feira, dia 21, para solicitar agilidade do Poder Público em resolver o problema de muitas crianças que ainda estão sem transporte  escolar no interior.
Segundo o vereador, em fevereiro foi realizado um processo licitatório para várias linhas terceirizadas do transporte escolar do interior. Mas nesta processo quatro localidades não obtiveram interesse das empresas em participar, que é a linha do Santa Barbinha, Passo do Cação, Coxilha da Árvore e Varzinha.
Com isso, o município abriu outro processo que deve ser concluído no final de março, mas de de acordo com o parlamentar, se contabilizar o período de vistoria e elaboração de contrato os alunos irão para escola somente em abril.
“ Quando não apareceu nenhuma empresa interessada nessas linhas em fevereiro,  o município deveria ter feito um contrato emergencial por um período curto até ser concluída a segunda licitação, como era feito nos outros governos, para não deixar os alunos sem aula, mas infelizmente esta ação não foi feita e os prejudicados são os alunos”, disse o Vereador.

Na imprensa, o setor de transporte escolar informou que é necessário cumprir os prazos legais, já que a primeira licitação para essas linhas deram desertas.